sábado, 6 de novembro de 2010

Um professor de Mayara

(Vereza:"Nauseado com o bom mocismo de grande parte dos meios de comunicação")


Não se pode fazer uma crítica sem antes, obviamente, observar o que será criticado. Entretanto, não se precisa ir a fundo, em alguns casos. Assistir a uma novela global, por exemplo. Não é preciso ver mais de uma cena para saber que todas são uma merda.
Do mesmo modo, se lermos um parágrafo, unzinho só, do blog do "ator" Carlos Vereza (replico-lhe as aspas que o cavalheiro da foto aplicou ao citar Zé de Abreu em sua paupérrima página), chegamos à conclusão de que seus textos são como as novelas, e que seu lugar é no estúdio de gravação. Escrever não é com ele: "à tudo assiste", "motorístas", "sería", "baixarías tipicas", "necessária à uma autêntica oposição", "Garanhús", e por aí "envereda-se" o gênio (sic).
E é com esse português de primeira (série) que o suposto ex-revolucionário destila sua inveja mortal de Lula em sua página, angariando alienados de toda a estirpe, desde noveleiros a fãs da imprescindível e inteligentíssima Ana Maria Braga.
Não vou reapresentar aqui o que esse serviçal da TV Globo diz do Governo Lula. Bogagens de recalcados não têm de ser difundidas, sob o risco de virar verdades.
Grifo aqui que cada qual tem seu dom. Ninguém é obrigado a escrever tudo direito, ou com habilidade. Mas, abrir um blog que se diz politizado e informador para encher o nosso presidente de impropérios e xingamentos, é uma puta sacanagem.
Deixemos isso...
O que me trouxe a escrever hoje, é o fato de o nosso "amigo" global ser um dos que alicerçaram e fomentam esse momento ridículo de segregação e ódio que vivemos no país.
Mayara, o ser superior mais famoso do mundo, mostrou seus dentes. Porém, temos, antes, que ver que ela, muito provavelmente, não tem ideologia formada. É só um papagaio. Certamente, se não é do pai, pois vivem distantes, é dos colegas o discurso que reproduz. Mas, e os verdadeiros "professores" dessa ideologia fascista dela e de seus colegas... não serão punidos? Diogo Mainardi, por exemplo, entre outras coisas, inaugurou o "Bolsa-Esmola", o "ptralhas" e adjetivou Lula de "apedeuta". E aí, como ficamos?
Voltando ao espírita "politizado".
Escreveu Vereza: "a outrora classe média (?), não suporta mais, além de pagar tantos impostos, financiar as inúmeras bolsas- anestesias; o nordeste, virou "massa de manobras", apáticos, inertes, "fabricando" filhos em série, que lhes garantam mais alguns reais ao fim do mês!" (grifos do Mastrandea)  ("O umbral petista" de 5 de novembro de 2010). E o que foi, amigos, que Mayara escreveu nas suas páginas? Algo diferente disso? Ou sou eu quem não sabe ler?
Sem contar o preconceito puro e explícito contra o presidente da república, de que se utiliza, ao invocar Lombroso, criminalista italiano cuja teoria era de que criminosos já nasceriam com uma predisposição física (!) para o crime. Vereza descreve as características faciais de Lula ("Lombroso neles!" de 1 de novembro de 2010) como compatíveis às dos que usava o criminalista para argumentar sua tese, aliás, rejeitada mais tarde, até pelos mais reacionários.
Portanto, antes de crucificarmos a cabocla de Bragança Paulista, temos que prestar atenção a quem faz o mesmo e antes, e acaba por ensinar. Porém, com respaldo da grande mídia, sob a inércia da Justiça e, até certo ponto, nossa...
...E o grau de êxito de Vereza nesse ensinamento geopolítico é proporcional ao gramático:
Mayara escreveu a "essa gente": "Que morram de fome e de friu!!!" 


por Mastrandea


8 comentários:

  1. Perfeito!

    A última frase diz tudo: a deficiência gramática/ortográfica é, sobretudo, decorrência da falta de hábito de leitura... o resto a gente já sabe...rsrs...

    ResponderExcluir
  2. Tatiana Estanislau11:39 PM BRST

    É inaceitável assistir aqui de camarote o que esse ser (es) dizem. Há menos de dois meses estavam em frente ao antro deles, lugar melhor para jorrar toda a merda não tinha, foram falar para os babacas, playbas da São Francisco! Lançar um panfletinho de merda, mal escrito em que assinam, o preconceituoso, invejo Vereza, Ferreira Gullar e Caê (kk). Um dos parágrafos: "É aviltante que o governo estimule e financie a ação de grupos que pedem abertamente restrições à liberdade de imprensa, propondo mecanismos autoritários de submissão de jornalistas e empresas de comunicação às determinações de um partido político e de seus interesses". Gente, eles querem liberdade de imprensa? Uma mentira, que acho nem os babacas da São Francisco acreditaram. Se existisse alguma censura -- e espero que exista,não por parte do Lula, mas sim pq já vi racista, preconceituoso sendo preso -- não sairia dem do portão de casa.

    Muito bom, Marcus...

    ResponderExcluir
  3. E é com esse português de primeira (série) que o suposto ex-revolucionário destila sua inveja mortal de Lula

    NÃO É INVEJA É 'ENVEJA'

    ResponderExcluir
  4. Os cães ladram e a caravana passa!
    Serra foi vaiado no exterior por criticar Lula...
    - os petistas já se espalharam pelo mundo!
    Dirá Vereza!

    O tempo vai dizer quem é Lula e quem é Carlos Vereza.

    Um desses dois entrou pra história do Brasil como o maior presidente que essa nação já teve!

    O único presidente eleito democraticamente que teve em seus dois mandatos mais de 80% de aprovação durante todo o seu mandato!

    O outro como um ex-ator que destila ódio, inveja e rancor contra esse mesmo presidente!

    ResponderExcluir
  5. Essa Vver(z)eda de "ensaio", deve ficar no mesmo lugar dos programas, panfletos, revistas de mesmo (des)nível: o lixo

    ResponderExcluir
  6. citando lombroso devia estar lombrado.

    ResponderExcluir
  7. Carlos Vereza, talves esteja no mesmo nível entre atuar e escrever.... ele só mostrou que é mais um robo global,o incrivel é que lendo parece que somente a elite paga imposto... ele é de acordo as novelas da globo... onde até o pobre é rico.... uma realidade que ainda não existe, mas irá concerteza

    ResponderExcluir
  8. Olá, amigo paulista!
    Eu sou nordestino, baiano - com muito orgulho - e achei absurdo o tratamento dado a Mayara, pois as pessoas tentam combater a guerra com guerra: crucificaram a menina, trataram-na como um monstro, xingaram-na... Aí está o erro. Quando vamos aprender que a educação é recíproca? Se alguém lhe chama de monstro e você o trata como monstro, o exemplo foi equivalente. Isso não resolve.
    Já morei em São Paulo, estou morando no Rio hoje e, acredite, sofri mais preconceito na Bahia do que em qualquer lugar: na época, eu era magro e alto, morava no subúrbio.... Ouvi de tudo e, muitas vezes, respondi da mesma forma – arrependo-me. Hoje vejo que para educarmos alguém, precisamos dar exemplo. E, dar exemplo não é julgar, crucificar, matar.... é mostrar o caminho certo.
    O PROBLEMA NÃO É A MAYARA, O FULANO, O SICRANO.... O PROBLEMA É O PRECONCEITO. ELE SIM PRECISA SER COMBATIDO NÃO SÓ NA "ELITE", MAS TAMBÉM NA SOCIEDADE BRASILEIRA.
    Não apóio o governo Lula nem a pessoa Lula, pois não vejo nele uma pessoa séria, um bom exemplo moral e social: ele levantou a bandeira de um partido trabalhista, foi contra tudo quando oposição e hoje usa os projetos alheios em sua plataforma de governo, não gosta de ler....
    Fiz uma pesquisa imensa e pude constatar que, até hoje, o único projeto do governo Lula é o ProUni – sendo este uma extensão agressiva de projetos estaduais. Todos os outros projetos são extensões ou renomes de projetos de governos anteriores. Não que isso me incomode tanto, pois o que me incomoda mais e um partido social ser convertido ao capital.
    Para que você me entenda, leia uma análise do governo Lula a partir da visão de uma pessoa que aprova o socialismo - eu sou “social-democrata”: http://auto-gestao.blogspot.com/2010/10/especial-governo-lula-uma-analise.html Eu mão concordo com alguns aspectos da análise. Mas ela interessante, pois apresenta linguagem de fácil compreensão, fontes bem relevantes e é tendenciosa para o social.
    Sobre a mídia, o PIG não é a notícia é a interpretação damos a ela.

    ResponderExcluir